Dia da Mentira – 1º de Abril

Tudo começou quando o rei da França, Carlos IX, após a implantação do calendário gregoriano, instituiu o dia primeiro de janeiro para ser o início do ano. Naquela época, as notícias demoravam muito para chegar às pessoas, fato que atrapalhou a adoção da mudança da data por todos.

Antes dessa mudança, a festa de ano novo era comemorada no dia 25 de março e terminava após uma semana de duração, ou seja, no dia primeiro de abril. Algumas pessoas, as mais tradicionais e menos flexíveis, não gostaram da mudança no calendário e continuaram fazer tal comemoração na data antiga. Isso virou motivo de chacota e gozação, por parte das pessoas que concordaram com a adoção da nova data, e passaram a fazer brincadeiras com os radicais, enviando-lhes presentes estranhos ou convites de festas que não existiam.Tais brincadeiras causaram dúvidas sobre a veracidade da data, confundindo as pessoas, daí o surgimento do dia 1º de abril como dia da mentira.

Aproximadamente duzentos anos mais tarde essas brincadeiras se espalharam por toda a Inglaterra e, consequentemente, para todo o mundo, ficando mais conhecida como o dia da mentira. Na França seu nome é “Poisson d’avril” e na Itália esse dia é conhecido como “pesce d’aprile”, ambos significando peixe de abril. No Brasil, o primeiro Estado a adotar a brincadeira foi Pernambuco, onde uma informação mentirosa foi transmitida e desmentida no dia seguinte. “A Mentira”, em 1º de abril de 1848, apresentou como notícia o falecimento de D. Pedro, fato que não havia acontecido.

Walt Disney criou uma versão para o clássico infantil Pinóquio, dando ênfase à brincadeira, mostrando para a criançada o quanto mentir pode ser ruim e prejudicial para a vida das pessoas. Ziraldo, um escritor brasileiro da literatura infanto-juvenil, também conta histórias sobre as mentiras, através do tão famoso personagem, o Menino Maluquinho. Em "O Ilusionista", Maluquinho descobre o mal provocado por roubar, fingir e mentir.

Pregar mentiras nesse dia é uma brincadeira saudável, porém o respeito e o cuidado devem ser lembrados, para que ninguém saia prejudicado, afinal, a honestidade é a base para qualquer relacionamento humano.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola
1 de abril de 2015
Postado por Cledson Silva
Mais publicações em , ,

Namorado corta cabeça de namorada grávida e posta foto no Facebook

Mais uma crise de ciúmes, mais uma mulher decapitada, dessa vez na cidade de São Paulo. O desempregado José Ramos dos Santos, 23 anos, decapitou a namorada Shirley Souza, 16 anos. A jovem estava grávida de 7 meses. Dois dias após cometer o crime, José Ramos publicou a foto da cabeça da adolescente, em sua página pessoal do Facebook, com a seguinte descrição: “Traição da nisso...mentiras...odeio”.
Após publicar a foto, o assassino levou a cabeça da namorada dentro de uma mochila até o 1º Distrito Policial (DP), na Sé, onde confessou o crime.
A mãe de Shirley foi casada com o pai de José Ramos, e os dois foram criados como irmãos. O assassino desconfiava que Shirley estava o traindo, e suspeitava que a criança, uma menina que também morreu, não era sua filha.
José Ramos contou a polícia que matou Shirley na casa de seu irmão na noite de quinta-feira (26). Eles se encontraram, tiveram relações sexuais e discutiram por causa da possível traição. Segundo o assassino, Shirley  teria confessado ter se relacionado com um amigo do casal às vésperas do Natal e do Ano Novo.
Quando a adolescente se preparava para tomar banho, ele aplicou uma "gravata" até ela desmaiar. Ao perceber que a companheira estava morta, foi até a cozinha, pegou uma faca e decapitou a vítima.
Em seguida, enrolou o corpo da jovem em um edredom, amarrou o tronco e os pés e o escondeu atrás de um botijão de gás. A casa foi limpa para que o irmão não desconfiasse. Com o passar do tempo, o cadáver começou a cheirar mal e José decidiu levá-lo para a viela, onde o corpo foi encontrado por moradores.
Com informações do G1
31 de março de 2015
Postado por Cledson Silva
Mais publicações em , ,

O PODER DE UM CARGO... ou "O Poder da Arrogância..."

Um policial federal vai a uma fazenda e diz ao dono, um velho fazendeiro:

- Preciso inspecionar sua fazenda. Há uma denúncia de plantação ilegal de maconha na região.
O fazendeiro diz:
-Ok, mas não vá naquele campo ali." E aponta para uma determinada área.
O oficial, buzina da vida, diz indignado:
- O senhor sabe que tenho o poder do governo federal comigo?
E tira do bolso um crachá mostrando seu cargo ao fazendeiro:-O meu cargo dá autoridade de ir aonde eu quero, fazer o que eu quero e quando eu quiser.... e entrar em qualquer propriedade.Não preciso pedir ou responder a nenhuma pergunta. Está claro? Me fiz entender?O fazendeiro, todo educado, pede desculpas e volta para o que estava fazendo.
Poucos minutos depois, o fazendeiro ouve uma gritaria e vê o oficial do governo federal correndo para salvar sua própria vida, perseguido pelo Santa Gertrudeso maior touro da fazenda.  A cada passo o touro vai chegando mais perto do oficial, que parece que será chifrado antes de conseguir alcançar um lugar seguro. O oficial está apavorado.


O fazendeiro larga suas ferramentas, corre para a cerca e grita com todas as forças de seus pulmões:

- "Seu Crachá, mostra o seu CRACHÁ!

*Recebido por e-mail, envie o seu também: contato@salvealagoas.com
Imagem retirada do blog pénochãocabeçafeita


Postado por Cledson Silva
Mais publicações em ,

Por José Firmino: Banquete dos ratos vorazes

Olhando arquivos do SalveAlagoas, vi essa postagem feita por José Firmino em 13/07/2011, e me chamou atenção.

Assunto que influencia nosso cenário ainda hoje.

Lembro de um velho ditado, "quem avisa, amigo é".

(Cley Anderson)



O governo de oito anos do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), governante populista que potencializou os instrumentos oficiais de aliciamento de votos, tais como bolsa família e minha casa minha vida, bem utilizados durante governos passados, enfrentou cinco CPIs e registrou mais de 100 escândalos envolvendo correligionários e aliados políticos, parentes e amigos, com o tráfico de influência, a corrupção e o desvio de dinheiro público.

Nesse inicio de gestão de pouco mais de seis meses, o governo da primeira mulher a assumir a presidência da República do Brasil, mineira descendente de búlgaro, Dilma Vana Rousseff, já enfrentou vários escândalos, todos envolvendo subtração de dinheiro publico. O primeiro desses vergonhosos escândalos se deu logo no inicio do atual governo e envolveu a empresa estatal Furnas Centrais Elétricas do Brasil, que teve desviado dos seus cofres cerca de R$ 73 milhões.

Alguns dias depois, o homem mais forte do governo dessa ex-guerrilheira, ministro-chefe da Casa Civil do seu governo, Antonio Palocci, foi defenestrado do cargo pesando sobre ele a acusação de tráfico de influência e de ter aumentando o seu patrimônio em mais de 20 vezes, durante o período em que tem tido acesso as chaves de quase todas as portas importantes da Presidência da República do Brasil.

A queda do Palocci ocorreu no inicio do mês de junho deste ano de 2011 e, certamente, tanto a Presidente Dilma, quando milhares de ingênuos brasileiros pensaram que o pior já havia passado. Não. Enganaram-se, veio um escândalo maior, para tristeza e vergonha de todos nós. O escândalo envolvendo a cúpula do Ministério dos Transportes, inclusive do seu próprio Ministro. Isto, depois de se ter divulgado a notícia da distribuição de dinheiro publico para empresas privadas nacionais e estrangeiras, patrocinada pelo BNDES.

Nesse escândalo da vez o nome que ganhou as manchetes dos meios de comunicação do Brasil foi o do Senador Alfredo Nascimento, presidente do Partido da República, que desde 2004 toma conta do Ministério dos Transportes. A denúncia de saqueamento de dinheiro desse Ministério é antiga, data do primeiro mandato de Lula e a influência do PR no mesmo também é velha e tem si dado através do conhecido bispo evangélico Valdemar da Costa Neto (PR-SP), que no passado renunciou ao mandato de Deputado Federal para escapar da cassação inevitável, uma vez que era réu no escandalo do mensalão.

Ainda no final do governo Lula o Ministério dos Transportes foi alvo de denuncia envolvendo a empresa estatal Valec, responsavel pelo gerenciamento de todas as obras ferroviarias do Brasil, quando R$ 70 milhões foram desviados dos cofres publico, em forma de superfaturamento das obras da ferrovia Norte-sul. Como nos demais casos de denuncia de “roubo” de dinheiro publico, esse tambem não resultou em nada, ficou no esquecimento e o Brasil ficou no prejuizo.

Como se pode observar o Ministerio dos Transportes do Brasil, sozinho tem serviço para uma Delegacia de Policia inteira, tamanha e tão graves são as denuncias que envolvem muitos dos que por ali passaram e tantos outros que eventualmente lá ainda permanecem. Certamente que a investigação a ser feita pela Policia Federal, não se restrigirá apenas aos nomes das pessoas diretamente envolvidas nesses escandalos, deve se estender tambem aos seus parentes, a exemplo do filho do ex-ministro e Senador Alfredo Nascimento, Gustavo Morais Pereira, jovem de 27 anos de idade que está sendo acusado de ter amealhado um  patrimônio superior a R$ 50 milhões, em menos de dois anos de “trabalho”.

Confesso que essas notícias já não me abalam tanto. Afinal estamos acostumados ao ditado político popular infeliz e repugnante de que é melhor no poder aquele que “rouba, mas faz”. Parece mesmo que os ladrões da política, que não são todos os políticos, mas são muitos, hipnotizaram o povo brasileiro, tornando-o mais bobo e cego. Triste mesmo é ver, diante de tantos escândalos, tanta roubalheira e de tanta patifaria, as pessoas preocupadas com coisas menores, enquanto “ratos” vorazes se abanquetam com o dinheiro suado dos trabalhadores brasileiros e estes, verdadeiros donos do Brasil, não têm segurança, saúde, educação de qualidade, emprego, pão e esperança.  

Acorda meu povo, acorda povo do meu PAÍS. 

José Firmino de Oliveira
Advogado, Conselheiro da OAB/AL
E-mail: firmino@oops.com.br Twitter: @jose_firmino



30 de março de 2015
Postado por Cledson Silva

Jequiá da Praia


O mais novo município de Alagoas, Chama-se: Jequiá da Praia, "cestos com muitos peixes", na língua índigina Tupi. Segundo alguns pesquisadores, teria sido em Jequiá, o local exato do descobrimento do Brasil, no dia 22 de abril de 1500.

Jequiá já pertenceu aos municípios de São Miguel do Campos e Coruripe, só foi emancipado em 1998, através de uma liminar do Supremo Tribunal Federal.

Com pouco mais de 13 mil habitantes, Jequiá da Praia esta localizado no litoral sul de Alagoas à 62 km da capital Maceió, e apesar da sua área urbana ser simples e relativamente pobre, Jequiá é cercado de belezas naturais e com certeza, um dos municípios mais bonitos de Alagoas, apesar de explorar pouco o seu potêncial turístico.

No princípio toda a zona do município de Jequiá da Praia esteve habitada pela tribo dos índios Caetés, que instalaram-se no lugar após encontrarem uma terra rica formada por rios, lagunas e situada às margens do Oceano Atlântico.

Posteriormente foi invadida pelos portugueses ao localizar uma zona excelente para estabelecer-se, rodeada por belas e amplas zonas úmidas, ideais para agricultura, e o mar onde desenvolviam outra de suas principais atividades, a pesca.

Podemos destacar em Jequiá: 

Rio Jequiá O Rio Jequiá é o principal rio do município de Jequiá da Praia e forma no seu encontro com o Oceano Atlântico uma bela laguna conhecida como Lagoa do Jequiá.

Lagoa do Jequiá A Lagoa de Jequiá também conhecida como Lagoa do Rio Jequiá, é a Lagoa de água doce de maior extensão do Estado de Alagoas e a segunda de todo o país


Dunas de Marapé As Dunas de Marapé estão localizadas no povoado pesqueiro de Duas Barras, litoral sul do Estado de Alagoas. É um lugar exótico e de grande beleza, rodeado de praias selvagens, onde o rio Jequiá se encontra com o Oceano Atlântico. Destacamos toda a zona pelo grande valor de seu eco sistema, onde habitam numerosas espécies de plantas e animais, especialmente iguanas e pássaros.
 Praias O litoral do município de Jequiá da Praia está banhado por extensas praias em sua maioria selvagens e pouco frequentados pelos turistas. Caracteriza-se pela sua areia fina e branca, suas águas com fortes ondas e pelas formações montanhosas conhecidas como 'falésias' que destacam pela sua cor avermelhada.

Praia de Lagoa Azeda A praia de Lagoa Azeda é uma praia selvagem que está localizada nas proximidades da lagoa que lhe dá o nome, lugar muito freqüentado pelos amantes da pesca.

 Praia de Jacarecica do Sul A Praia de Jacarecica do Sul é uma das mais selvagens e desconhecidas do litoral sul do Estado de Alagoas. Destacamos as formações montanhosas de cor avermelhada conhecidas como 'falésias', que misturadas com a cor azul do mar formam uma paisagem de imensa beleza.

Barra do Jequiá / Duas Barras A Praia de Barra de Jequiá, conhecida também como Praia Duas Barras por estar localizada no povoado com o mesmo nome, é uma praia de grande extensão com areias finas e douradas, localizada no lugar onde encontram-se a Lagoa de Jequiá com o Oceano Atlântico.


 Jequiá da Praia já foi entre tantos programas de TV, destaque do 50 por 1 com Álvaro Garnero na Record.

Não precisa ir para longe, para encontrar ótimos lugares para lazer e férias. Visite Alagoas!
COD:93


29 de março de 2015
Postado por Cledson Silva
Mais publicações em

- Copyright © Salve Alagoas™ - Powered by Blogger - Desenhado por Johanes Djogan e modificado por Gledson Nascimento -