Postado por Cledson Silva 18 de julho de 2011

Entre os crimes, um jovem de 18 anos foi executado a tiros e, em seguida, queimado; somente em Coruripe, cinco homicídios foram constatados

O Instituto Médico Legal (IML) registrou 17 assassinatos, neste final de semana, em Alagoas. Entre as vítimas, as Polícias Civil e Militar (PM) constataram 12 mortes por arma de fogo, três por arma branca, uma a pedradas e outra, estrangulamento. Somente na cidade de Coruripe, ocorreram cinco assassinatos. 

O caso que mais chamou a atenção de populares foi o crime ocorrido na noite dessa sexta-feira (15), na Rua Zacarias Fontan de Melo, situada no conjunto Cleto Marques Luz, no Tabuleiro, onde a vítima, Cristiano de Oliveira Souza, 18 anos, foi executada a tiros e, sem seguida, queimada.De acordo com o sargento Costa, que comandava a guarnição do 5ª Batalhão, José Cristiano conversava com um amigo, no momento em que os acusados aproximaram-se e efetuaram os disparos. Não se contentando com a situação, os autores do crime ainda incendiaram o jovem com querosene. O sargento informou que a vítima ainda se encontrava em chamas quando a polícia chegou ao local. A mãe de Cristiano não soube informar a causa do homicídio, mas alegou que o filho era traficante, fazia uso de drogas e costumava praticar roubos.O outro assassinato vitimou o pedreiro Maxwell Silva de Moura, 31, na noite de sexta, na Rua Comendador Lamenha Filho, no Barro Duro. Segundo a polícia, a vítima foi atingida por vários tiros, mas nenhum morador informou o motivo pelo qual ocorreu o crime. O acusado evadiu-se do local, sem ser identificado e tomando destino ignorado. Já na zona rural do município de Santana do Ipanema, em Pedra D’água dos Alexandres, uma “farra” entre amigos acabou em morte e um gravemente ferido na mesma noite. Segundo informações da PM, três jovens bebiam no momento em que um deles, identificado como “Lulinha”, deixou o local e esfaqueou seus companheiros. O primeiro a ser ferido foi José Romilson Pereira, 31, seguido por Manoel Pereira, 34, que não resistiu aos ferimentos e veio a falecer no local. Já Romilson foi socorrido, encaminhado ao Hospital Clodolfo Rodrigues, de onde foi removido para a Unidade de Emergência Doutor Daniel Houly de Almeida, em Arapiraca. Testemunhas do homicídio compareceram à Delegacia Regional de Santana do Ipanema, onde prestaram depoimento, mas alegaram não saber o que motivou “Lulinha” a cometer o crime. SábadoO primeiro homicídio registrado, durante a madrugada, vitimou o carroceiro Antônio Pedro de Macedo Júnior, 18, assassinado com arma branca na Rua B, situada no conjunto Vila Nova, em Viçosa. Uma guarnição da PM foi acionada ao local, mas ninguém relatou detalhes do crime nem sobre o paradeiro do acusado, que se evadiu, tomando destino ignorado.O outro crime vitimou o adolescente José Thiago Dantas da Silva, 17, no bairro do Jacintinho. O servente de pedreiro – que residia na Rua São Vicente – foi atingido por quatro disparos, sendo dois deles na região das costas e os outros três no braço direito, no peito e na virilha. A terceira vítima do dia foi o estudante Erivaldo Muniz da Silva, 20, que residia na Rua Leopoldo Alves, no Centro de Rio Largo, onde ocorreu o assassinato. Segundo informações passadas à Polícia Militar, quatro homens armados, em um veículo Gol preto, aproximaram-se da vítima e efetuaram três disparos, que atingiram o pescoço e a cabeça. Marcos Henrique Gouveia do Nascimento, 16, foi executado a tiros na zona rural de Coruripe. Nenhum morador quis relatar o fato à polícia.Já em Satuba, a vítima foi Rafael Henrique dos Santos, 17 anos, atingido por vários disparos. O estudante residia no conjunto Santa Maria, no bairro do Tabuleiro. O servente de pedreiro Paulo Marcos Silva de Souza, 29, foi atingido por arma de fogo na cidade de Japaratinga. A PM foi acionada ao local, mas não soube dar detalhes acerca do homicídio. José Benício da Silva, 61 anos, que trabalhava como técnico em eletrônica, foi mais uma vítima, porém, a sua morte caracterizou-se por estrangulamento. O crime ocorreu na Rua Francisco Moreira, no bairro da Serraria. Já o jovem de 19 anos, Daniel Vicente da Silva, foi brutalmente assassinado a pedradas no conjunto Lucila Toledo, na Cidade Universitária. O acusado fugiu do local, tomando destino ignorado. DomingoMoradores da cidade de Coruripe presenciaram mais quatro assassinatos na região. O primeiro crime resultou na morte do trabalhador rural Jardiel Gomes da Silva, 20, atingido por vários disparos no conjunto João Batista, povoado Barreiras.Já o autônomo Gilmar Silva Melo, 39, foi atingido a tiros por homens não identificados. A vítima residia em Garça Torta, na AL-101 Norte. Davi dos Santos, de 30 anos, que residia no Alto da Saudade, em Coruripe, tornou-se mais uma vítima da crescente criminalidade, sendo atingido por vários disparos. Nas proximidades do Posto Liberal, um homem não identificado foi vítima de arma branca. O acusado – que também não foi identificado – empreendeu fuga do local. E, no bairro da Levada, mais precisamente na Avenida Senador Rui Palmeira, o alvo dos criminosos foi o servente de pedreiro Jamerson Mendonça Lopes, 26. De acordo com a polícia, os acusados chegaram, ao local, em um veículo Hilux – de cor e placa não identificadas - efetuaram os disparos e fugiram em seguida. O outro homicídio registrado pelo livro de ocorrências do IML ocorreu na Travessa Zezito Costa, situada no loteamento Fidolino, nas proximidades do Colégio Irene Francisco Lopes, onde houve uma troca de tiros entre um segurança e três homens – não identificados - acusados de agressão.Segundo informações colhidas, o vigilante Luiz Fernandes da Silva, 51, realizava rondas pela região, quando os acusados, armados, cercaram-no e efetuaram seis disparos em sua direção; porém, nenhum deles fatal. Apesar de ferida, a vítima puxou sua arma e atirou nos criminosos, acertando “Betinho”, que foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu a caminho do Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra. Após o crime, os outros dois comparsas fugiram do local. Moradores da região afirmaram que os acusados teriam feito ameaças ao vigilante, na última quarta (13).

Fonte:  Gazetaweb - com Jobison Barros

- Copyright © Salve Alagoas™ - Powered by Blogger - Desenhado por Johanes Djogan e modificado por Gledson Nascimento -